Carregando

Buscar

Futebol

Enquanto torcedores protestam em frente ao CT, Flamengo emite nota oficial desmentindo crise interna

Compartilhe

Após maus resultados e uma possível crise nos bastidores, torcedores do Flamengo se reuniram em frente ao CT para protestar pelo momento enfrentado pelo time. No entanto, a assessoria do clube emitiu uma nota oficial negando qualquer problema interno, principalmente entre os jogadores.

No comunicado, o Flamengo ressalta que não há verdades na publicação feita na segunda-feira pelo jornalista Venê Casagrande, do jornal “O Dia”, e explica os fatos citados negando qualquer tipo de alteração em horário de treino, má relação entre os atletas, preferência de Ceni a um seleto grupo e também “pitaco” nas contratações.

A publicação começa dizendo que “o texto sobre “os bastidores da crise interna do Flamengo” contém uma série de equívocos que serão esclarecidos abaixo”. Ao fim, a assessoria ressalta que “todos os processos são analisados diariamente e colocados em prática para que o futebol do Mais Querido siga sempre a caminho das conquistas que marcam a história”. 

João Felix

Confira a nota oficial na íntegra:

O Clube de Regatas do Flamengo esclarece que o conteúdo da matéria publicada ontem (11/01), no site do Jornal O Dia, não condiz com a verdade.
 
O texto sobre os “bastidores da crise interna no Flamengo” contém uma série de equívocos que serão esclarecidos abaixo. 
 
– A publicação diz que os atletas Diego e Filipe Luís solicitaram a mudança no horário do treino por conta de um compromisso pessoal. O clube esclarece que tal fato não ocorreu. A única ocasião em que uma mudança no horário do treinamento aconteceu foi após uma partida pelo Campeonato Brasileiro. O elenco e o técnico Rogério Ceni conversaram e a atividade regenerativa foi antecipada em uma hora.
 
– A reportagem diz que os horários dos treinos não têm sido respeitados. A informação não procede. Todos os atletas cumprem rigorosamente os horários de chegada, alimentação, vídeo, academia e campo.
 
– A matéria também afirma que alguns atletas indicaram profissionais para o setor de preparação física e de fisioterapia do clube. Sobre as contratações de novos profissionais, o Flamengo esclarece que o processo é realizado de forma rígida, através de uma seleção feita pelo setor de Recursos Humanos e aprovação final do gerente da área, Márcio Tannure. A partir daí, a avaliação dos resultados é acompanhada de forma minuciosa no dia a dia.
 
– Os autores da reportagem citam que o técnico Rogério Ceni mantém diálogo apenas com os atletas mais experientes da “geração 85” e que tal fato incomoda os demais. É importante ressaltar que qualquer grupo tem diversas lideranças por questões de afinidade, como em outro ambiente coletivo. Nunca é demais lembrar que o elenco se conhece e se entende perfeitamente. Todos os atletas são ouvidos. O treinador conversa com os jogadores e usa a arquibancada feita no CT para debater as mais variadas questões antes ou após os treinamentos. O diálogo faz parte de um ambiente de trabalho saudável. É assim em qualquer setor profissional fora do futebol.
 
– Por fim, a reportagem diz que o diretor executivo Bruno Spindel vem perdendo força nos bastidores. O clube esclarece que Spindel e Marcos Braz são os responsáveis pelo comando do futebol rubro-negro e mantêm diálogo com todos os atletas, comissão e funcionários do departamento de futebol. O clube reforça a confiança em seus profissionais e tem a convicção em suas escolhas. Qualquer fato que ocorre nos bastidores do centro de treinamento é comunicado claramente para que não aconteçam interpretações equivocadas.
 
O Clube de Regatas do Flamengo afirma que todos os processos são analisados diariamente e colocados em prática para que o futebol do Mais Querido siga sempre o caminho das conquistas que marcam a nossa história.

O protesto ocorreu às 14h, em frente ao Ninho do Urubu, e as torcidas organizadas do Flamengo cobraram mudança de atitude e postura dos jogadores pelos resultados obtidos e também devido às recentes eliminações. 

Em destaque