Carregando

Buscar

Futebol

Depois de muros da Gávea amanhecerem pichados, Bruno Henrique defende Rogério Ceni: ‘Intensidade é a mesma de Jesus’

Compartilhe

Após a derrota na última quarta-feira (06) para o Fluminense, Bruno Henrique concedeu entrevista coletiva no CT Ninho do Urubu e respondeu algumas questões dos jornalistas sobre o momento do time, a distância do Rubro-Negro para o líder São Paulo e a relação de Rogério Ceni com os jogadores.

O técnico flamenguista foi alvo de críticas da torcida na madrugada desta sexta-feira (08). Os muros da Gávea amanheceram com pichações pedindo a saída do treinador após a derrota no Fla-Flu. Sobre o desempenho da equipe depois da chegada de Ceni, Bruno Henrique saiu em defesa do comandante.

João Felix

“A intensidade dos treinos dele é a mesma do Jorge Jesus. Desde que ele saiu, não tínhamos treinos e jogos nesta intensidade. Normal. Acontece às vezes cair o rendimento no segundo tempo. Nossa entrega é 100%, não vejo que falte intensidade”, comentou o atacante.

Bruno também falou sobre a sequência do Campeonato Brasileiro. O Flamengo ainda tem onze jogos a fazer e precisa tirar sete pontos do líder São Paulo para tentar o bicampeonato seguido da competição.

“Se queremos ser campeões, temos que vencer. Não tem outro resultado que não seja esse. O Ceará vai vir do mesmo jeito que o Fluminense. […] Temos que mudar a postura e fazer os gols. Precisamos estar bem compactos, assim como era em 2019. Todos correndo para trás, e todos correndo para frente. Assim, com nossa qualidade, conseguimos vencer os jogos”, finalizou o jogador rubro-negro.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Tags

Em destaque