Carregando

Buscar

Futebol

Conversas do VAR são divulgadas e mostram o quê o árbitro e a equipe de assistentes viram no lance de possível pênalti em Marinho

Compartilhe

A partida entre Boca Juniors e Santos, nesta quarta-feira (06), válida pelo jogo de ida das semifinais da Copa Libertadores, terminou em 0 a 0 e ficou marcada pelo árbitro chileno Roberto Tobar não ter assinalado um possível pênalti de Izquierdoz em Marinho, aos 28 minutos da etapa final. O jogador santista saiu de campo irritado com a arbitragem e questionou o motivo que fez o juiz não ir ao monitor à beira do campo verificar o lance novamente.

Nos áudios divulgados nesta quinta-feira (07) pela Conmebol, é possível ver a reação do árbitro no momento do lance e a conversa que a equipe que estava na cabine de vídeo teve com o comandante da partida para fechar a decisão que seria tomada. Nas palavras de Tobar, o lance foi “limpo”.

João Felix

Ainda é possível ver Eduardo Gamboa, um dos assistente no VAR, dizendo que o jogador do Peixe “se deixou cair” e determinando o toque de Izquierdoz em Marinho como “contato de jogo”. Em seguida, Juan Gabriel Benítez, comandante da cabine de vídeo, sentenciou que Tobar poderia seguir com o jogo.

Veja a seguir o lance e o contato entre o árbitro do jogo e a equipe do VAR:

Foto: Reprodução/Conmebol TV

Tags

Em destaque