Carregando

Buscar

Futebol

Grêmio coloca novas condições para fechar venda de Pepê ao Porto

Compartilhe

O Porto parece que não irá desistir de contar com Pepê ainda em janeiro. Segundo o site “Goal”, o Grêmio impôs algumas condições para selar a venda do jogador ao clube português. O tricolor pede  15 milhões de euros e mais 20% de mais-valia. Porém, o grande motivo do entrave não está nos valores, está na data, já que o time gaúcho só pretende negociar o atleta após a final da Copa do Brasil, dias 3 e 10 de fevereiro.

Salvo o valor pedido pelo Grêmio, o que preocupa o Porto é a data de liberação de Pepê. O time gaúcho quer a manutenção do atleta para os dois jogos contra o Palmeiras pela Copa do Brasil, dias 3 e 7 de fevereiro. Entretanto, o time português não teria esse prazo, já que a janela de transferências se encerra no dia 31 de janeiro, podendo se estender para 2 de fevereiro

João Felix

Em entrevista para a “RBS Brasil”, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, disse que a permanência do atleta para a Copa do Brasil é imprescindível. “Se efetivamente acontecer [negócio com o Porto], nós queremos que o Pepê continue com a gente até o último momento da Copa do Brasil”, disse Bolzan.

Além da data de encerramento da janela, o que apressa o Porto é o assédio sofrido por Pepê, que já teria sido sondado por outras equipes do Velho Continente. Os portinos pensam em incluir no contrato um montante por metas conquistadas pelo atleta, algo que pode girar entre 2 a 3 milhões de euros (R$ 13 e 19 milhões), desta forma fazendo com que o clube de Porto Alegre libere o jogador dentro da janela europeia.

Tags

Em destaque