Carregando

Buscar

Futebol

Marinho se recusou a gravar vídeo perdoando comentário racista de jornalista

Compartilhe

O atacante Marinho, do Santos, não gostou de um pedido que recebeu em 2020. Em entrevista à “Rede Globo”, o jogador afirmou ter perdoado o jornalista Benedetti, mas se recusou em gravar um vídeo para que o comentarista divulgasse nas redes sociais, de forma a comunicar um desfecho do caso entre os dois.

“Eu até fiquei indignado com esse cidadão. Ele mandou um recado para mim na rede social pedindo desculpa. Mas além de pedir desculpa, ele falou: ‘Tem como você fazer um vídeo aceitando minhas desculpas, para eu postar na internet, falando que ficou tudo bem?'”

“Eu falei: ‘Eu te perdoei, do fundo do meu coração, mas você não pode vir aqui pedir isso. Eu só entendo que seu (pedido de) perdão foi falso, foi mentiroso. (Se) você pede perdão a alguém e depois pede um vídeo aceitando as desculpas, eu acho que não foi do coração. Nem mande recado para mim'”, completou.

João Felix

O caso entre Marinho e Benedetti ocorreu em julho, quando a equipe do Santos foi eliminada pela Ponte Preta nas quartas de final do Campeonato Paulista. Na rádio “Energia 97”, o comentarista fez um comentário racista para criticar o jogador na derrota por 3 a 1. À época, o atacante se manifestou nas redes sociais e exaltou o orgulho de ser negro.

Em destaque