Carregando

Buscar

Futebol

Cruzeiro retoma cobrança por “Mecanismo de Solidariedade da Fifa” e espera receber R$ 6 milhões

Compartilhe

O departamento jurídico do Cruzeiro teve bastante trabalho em 2020. Diversas ações na qual o clube foi réu e também autor, buscando valores milionários, e também precisando resolver cobranças de igual porte.

No balanço geral, a diretoria do clube destacou que retomou a busca por “mecanismo de solidariedade” e tem a expectativa de receber R$ 6 milhões. As informações foram divulgadas pelo “Globo Esporte”.

O tal mecanismo está previsto no regulamento da Fifa e reserva 5% de toda transferência de jogador para os clubes no qual o atleta em questão esteve registrado entre 12 e 23 anos. A porcentagem é entregue aos clubes reveladores de jogador de forma escalonada. 

João Felix

Em 2020, houve uma mudança no regulamento e o “mecanismo de solidariedade” passou a valer para qualquer transação – empréstimo ou definitivo – sem necessariamente contar apenas as transferências internacionais. Agora, basta o clube formador ser de uma associação diferente do país que o jogador será transferido para ter direito.

A cobrança de R$ 6 milhões, no entanto, tem a ver com os anos entre 2015 e 2020, quando deixou passar batido cerca de R$ 5 milhões, conforme é informado pelo próprio clube. Dos R$ 6 milhões, R$ 600 mil já entraram nos cofres celestes.

O superintendente do Cruzeiro, Flávio Boson, falou sobre a situação e o valor esperado pelo clube.

“Infelizmente talvez não seja mais possível a recuperação dos R$ 5 milhões citados, mas é importante ressaltar que nos últimos seis meses de trabalho, efetuamos a cobrança de outros R$ 6 milhões relativos ao Mecanismo de Solidariedade, sendo que cerca de R$ 600 mil já foram efetivamente recebidos pelo Cruzeiro nesse curto período de tempo, que destaca a importância desse projeto de monitoramento e efetiva cobrança desses valores que antes eram deixados de lado”.

Em destaque