Carregando

Buscar

Futebol

Mulher que acusa Centurión e outros jogares do Vélez de abuso sexual presta depoimento

Compartilhe

O caso envolvendo Centurión e outros jogadores do Vélez ganhou mais um capítulo na Argentina. Na denúncia protocolada na Delegacia do Município de San Isidro, a vítima confirmou a presença de atletas, e declarou ter tido relações sexuais com Thiago Almada e Centurión.

Segundo o jornal “Clarín”, o ex-atleta do São Paulo teria oferecido bebida para a mulher de 28 anos. Além disso, ela afirmou que estava sob efeitos de entorpecentes. 

“Quando acordei, estava deitada na cama e tinha um jarro de plástico na mão. Vi um homem careca sair da sala, enquanto levantava as calças e ria”, disse a vítima no depoimento. Ainda contou que teria sido abusada por Juan José Acuña, amigo do jogador Juan Martín Lucero. Acuña é técnico de futebol e não se apresentou à polícia desde o início das investigações.

João Felix

A advogada da moça, Raquel Hermida afirmou que dois jogadores estão diretamente ligados ao caso: Almada, que iniciou a relação de forma consensual e continuou, mesmo após a vítima pedir para parar; e Brizuela, que, segundo relato, obrigou-a a fazer sexo oral. 

Já sobre Centurión e Lucero, a vítima diz que não estavam no local. O que está claro que é Centurión se recusou a ajudar e chamar uma ambulância. Além disso, Lucero pegou seu celular para impedir que ela ligasse para a polícia, e perguntava ‘como podemos consertar?'”, afirma a advogada. “A certa altura, ela não conseguiu sair da casa, como ela e a testemunha contaram. A porta de saída foi quebrada e os vizinhos a ajudaram a sair da casa”.

A equipe colocou-se “imediatamente à disposição da vítima para que este grave acontecimento, bem como à justiça, entrando em contato com a Promotoria de Gênero de San Isidro”.

Em destaque