Carregando

Buscar

Futebol

Andrés Rueda, presidente eleito do Santos, diz que rescindirá contrato de Robinho em janeiro

Compartilhe

Em entrevista ao programa “Mesa Redonda” da TV Gazeta, Andrés Rueda, presidente eleito do Santos no último dia 12 de dezembro, declarou que, assim que tomar posse em janeiro, irá rescindir o contrato do atacante Robinho. O jogador teve seu vínculo suspenso até 28 de fevereiro depois de pressão dos patrocinadores do clube por conta de nova condenação na justiça italiana por envolvimento em um caso de violência sexual de grupo sobre uma jovem albanesa em 2013.

O ex-presidente Orlando Rollo aceitou assinar com o atleta de 36 anos mesmo com a condenação em primeira instância no Tribunal europeu. O Peixe possui uma dívida com o atacante de cerca de R$2 milhões por não honrar compromissos do passado. Esse débito estaria incluído na contratação do jogador e foi um dos motivos que levaram à suspensão e não à rescisão do contrato depois da condenação em segunda instância de Robinho, realizada pela diretoria interina do clube.

João Felix

Agora, Rueda pretende arcar com a multa para quebra do contrato, a qual não possui valor alto. Esse gesto serviria como forma de resgate da credibilidade do clube no mercado. “Ele [Robinho] foi condenado em segunda instância, provavelmente vão apelar para a terceira… Só esse processo leva um ano. É muito desgastante para a marca Santos e para o próprio Robinho. Pretendemos, infelizmente, colocar um ponto final. É muito ruim esse suspense que fica, contrato suspenso, volta ou não volta. Isso é ruim para o Santos, ruim para o Robinho, e vamos colocar um ponto definitivo nisso. O Robinho vai continuar sendo sempre nosso ídolo, mas acho que é melhor para todo mundo nesse momento tocar a vida”, afirmou o presidente santista eleito.

Foto: Ivan Storti/ Santos

Tags

Em destaque