Carregando

Buscar

Futebol

Apesar de casos de vaias, jogadores do Campeonato Inglês votam para manutenção de gesto antirracista antes dos jogos

Compartilhe

A Professional Footballers’ Association, entidade que representa os jogadores profissionais da Inglaterra e do País de Galês, realizou uma pesquisa com os membros das equipes e atletas sobre a continuação da realização do gesto de se ajoelhar antes do início de jogo do torneio, snedo uma forma prostesto antirracista.

A PFA recebeu como resultado uma relação de 80% a 20% favorável à continuação do gesto. A motivação para a realização da pesquisa foi o acontecimento de vaias de alguns torcedores em certas partidas da competição, que colocaram a instituição em dúvida sobre a continuidade do gesto. Após a divulgação do resultado, a entidade soltou um comunicado dizendo: “nós vamos continuar oferecendo suporte a nossos jogadores em qualquer forma de protesto antirracista que eles escolherem”.

A ação apoiada no anti-racismo vem sendo realizada nos jogos do Campeonato Inglês desde a temporada passada, em consonância com as manifestações ocorridas nos Estados Unidos em meados de 2020 por conta da violência policial contra pessoas negras, que espalharam-se pelo mundo em um movimento intitulado “Black Lives Matter”.

No futebol, as manifestações antirracistas foram ainda mais exacerbadas depois de um caso ocorrido no jogo entre PSG e Istanbul Basaksehir, válido pela última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Na oportunidade, jogadores e comissões técnicas de ambas as equipes retiram-se de campo após o quarto árbitro romeno, Sebastian Colțescu, dirigir-se a Pierre Webó, auxiliar técnico do time turco, de forma racista.

Foto: Reprodução/Sky Sports

Tags

Em destaque