Carregando

Buscar

Futebol

Depois de derrota contra o Liverpool, Mourinho reclama de perseguição de árbitros: ‘Eu sou tratado diferente’

Compartilhe

O apito final do árbitro Anthony Taylor, que decretou a vitória do Liverpool sobre o Tottenham por 2 a 1 no estádio Anfield, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Inglês, deu início a um momento de tensão entre José Mourinho e Jurgen Kloop. Quando os treinadores foram se cumprimentar ao fim do jogo, o português tratou de deixar clara sua visão sobre o confronto.

No aperto de mão, o técnico dos Spurs comentou que, para ele, o melhor time estava saindo derrotado de campo. O treinador dos Reds, por sua vez, esboçou uma expressão de surpresa e, após dizer algumas palavras, os treinadores tomaram caminhos diferentes.

“Eu disse ao Klopp que o melhor time tinha perdido, mas ele não concordou. É a opinião dele. Se eu tivesse me comportado como ele do lado do campo, eu teria sido expulso. Isso é divertido? Por alguma razão, eu sou tratado diferente” – disse Mourinho à Amazon sobre o que aconteceu à beira do gramado.

João Felix

O técnico português ainda falou sobre o tratamento diferenciado que receberia dos árbitros, e aproveitou para alfinetar Pep Guardiola, técnico do Manchester City. “Você pode imaginar se fosse eu a tirar a placa das mãos do quarto árbitro?”, disse o comandante dos Spurs em alusão ao ocorrido na partida entre os Citizens e o West Bromwich Albion, em que o técnico espanhol realizou o ato referido por Mourinho e não recebeu punição.

Pelo lado do Liverpool, Klopp deu sua versão dos fatos. “Não houve atrito. Ele não estava feliz, porque me disse que o melhor time tinha perdido. Mas eu achei que ele estava brincando! Pelo jeito não estava. Mas é só isso. Fizemos um jogo muito bom contra uma equipe superior, que é monstruosa no contra-ataque. Com certeza é favorita ao título”, finalizou o treinador alemão na entrevista coletiva após o jogo.

Foto: Getty Images

Tags

Em destaque