Carregando

Buscar

Futebol

Órgão regulador de regras planeja testar o acréscimo de substituições em caso de concussão

Compartilhe

A International Football Association Board (Ifab), órgão internacional que determina as regras do futebol profissional praticado ao redor do mundo, planeja, já em janeiro de 2021, iniciar testes de mudança na regra das substituições por conta de concussões. Preocupado com a integridade física dos jogadores, a entidade quer promover a substituição de atletas que tenham sofrido lesão na cabeça, evitando que esses sejam mantidos em campo devido ao limite de alterações.

A Ifab aprovou dois testes diferentes de mudança na regra, a serem colocados em prática para análise de eficiência. O primeiro propõe o acréscimo de uma substituição em caso de suspeita de concussão e o time adversário não tendo o direito de realizar, da mesma forma, uma quarta alteração. 

Já a segunda proposta, a qual deve ser adotada pela FA (Football Association) – federação inglesa de futebol -, consiste em fornecer até duas substituições por lesões na região da cabeça. A equipe rival poderá realizar alterações ao mesmo tempo que a mudança do time do jogador lesionado acontece, buscando evitar um abuso da regra.

João Felix

Os testes poderão ser atribuídos por qualquer liga que tenha interesse em experimentar as mudanças. Um caso recente de mudança temporária na regra de substituições ocorreu por conta da pandemia da Covid-19. Com o retorno das competições a partir do segundo semestre de 2020, muitas equipes sofreram com a perda de ritmo e preparo físico de seus jogadores. 

Levando isso em conta, a Ifab regulamentou a proposta de acrescentar duas alterações às habituais três substituições permitidas. A mudança foi aclamada pela gigante maioria dos campeonatos pelo mundo e, gradualmente, vai deixando de ser colocada em prática por conta de algumas federações e clubes já considerarem os atletas aptos a atuar em sua normalidade.

Apesar dessa tendência, a Ifab declarou que a regra de cinco substituições estará válida até 31 de dezembro de 2021 para competições domésticas, e até 31 de julho de 2022 para competições internacionais.

Foto: Getty Images

Tags

Em destaque