Carregando

Buscar

Futebol

Gesto de Rony na Libertadores pode gerar multa ao Palmeiras

Compartilhe

Na última terça-feira (08), antes do início do confronto com o Libertad Paraguai, partida válida pelas quartas de final da Copa Libertadores, o atacante Rony ajoelhou-se e ergueu o punho como forma de protesto antirracista, devido aos acontecimentos da partida entre Paris Saint-Germain França e İstanbul Başakşehir Turquia, ocorrida no mesmo dia (08), em que o quarto árbitro realizou uma atitude racista contra Pierre Webó, membro da comissão técnica do time turco.

O clube alviverde corre risco de ser multado pela Conmebol, por conta do ato do jogador, sob denúncia no artigo 67 do regulamento da competição.

João Felix

O texto da regra diz que “a exibição de mensagens políticas, religiosas, comerciais, pessoais ou slogans em qualquer idioma ou forma por jogador ou oficial no uniforme, camiseta sob o uniforme, equipamento (bolsas, garrafas, squeezes, coolers, bolsas médicas etc.) e inclusive no corpo é proibida durante o jogo ou em qualquer atividade relativa ao jogo (aquecimento, reconhecimento do campo, coletiva de imprensa, entrevista na zona mista, flash interview etc.)”.

Caso seja denunciado e punido, o Verdão poderá arcar com uma multa de, no mínimo, US$ 5 mil (aproximadamente R$ 25,1 mil, na cotação atual). A punição depende do árbitro da partida, Fernando Rapallini, ter anotado o gesto de Rony na súmula, fator que ainda não foi confirmado pela entidade máxima do futebol sul-americano.

 

Foto: Agência Reuters

Tags

Em destaque