Carregando

Buscar

Futebol

Bahia contesta a arbitragem contra o Defensa y Justicia e deve entrar com representação formal

Compartilhe

Na última quarta-feira (09), o Bahia enfrentou o Defensa y Justicia em confronto de ida válido pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. O placar final marcou 3 a 2 para os argentinos, e os jogadores e comissão técnica do Esquadrão de Aço saíram de campo reclamando muito da arbitragem feita por Guillermo Guerrero, com auxílio de Christian Lescano e Byron Romero, todos equatorianos.

Diante da revolta, a diretoria do Bahia deve entrar com uma representação e requisitar os áudios captados pelo microfone da equipe de arbitragem ao longo do jogo. O lance mais reclamado pelo técnico Mano Menezes, em entrevista pós-jogo, foi a anulação do gol de Gilberto, quando a partida estava 1 a 0 para os visitantes.

João Felix

O responsável pela arbitragem de vídeo, Daniel Fedorczuk, também foi alvo de insatisfação por parte do time baiano. Ao longo do primeiro tempo houve seis utilizações do VAR, totalizando 17 minutos de paralisação do jogo por conta das checagens.

Bahia e Defensa y Justicia voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (16), no estádio Norberto Tomaghello, na Argentina, às 19h15 (horário de Brasília). O Tricolor precisa vencer por dois gols de diferença, ou um gol apenas caso consiga quatro ou mais tentos, para passar de fase. Haverá decisão por pênaltis se a partida terminar em 3 a 2 para o time baiano.

Em destaque