Carregando

Buscar

Futebol Stick

Caso Robson: Justiça russa condena brasileiro a tempo mínimo de prisão, três anos

Compartilhe

A Justiça russa diminuiu a pena de Robson Nascimento de Oliveira, ex-motorista do jogador Fernando. A pena inicial era de 12 anos, e a pedido da promotoria, foi diminuída para três anos, tempo mínimo. Por estar preso há um ano e nove meses, o brasileiro poderá deixar a prisão em menos de um ano e meio.

Apesar da diminuição, a promotoria deve recorrer. O recurso pode ser feito em até dez dias. O processo de transferência de Robson para o Brasil só pode ser feito depois da sentença final, onde será tratado pelos ministérios da Justiça brasileira e russa. Ao fim do julgamento, Robson chorou por considerar o resultado surpreendente.

Robson foi considerado culpado por contrabando e tentativa de tráfico de drogas por ter levado duas caixas do remédio Mydetom 10mg comprados pela família do jogador Fernando. Robson não sabia que os remédios estavam na mala, que recebeu no aeroporto. 

João Felix

A juíza encarregada do caso considerou dois anos e seis meses de pena para contrabando e o mesmo tempo pela tentativa de tráfico. De acordo com a legislação da Rússia, a segunda pode ser diminuída em um terço, na soma com a outra. Por isso, os três anos de sentença.

Pavel Gerasimov, advogado de Robson, e representantes da embaixada do Brasil, disseram que desconhecem qualquer documento que garanta transferência dele para o Brasil. Se a transferência for concluída, Robson terá que cumprir o resto da sentença em solos brasileiros. Pelas leis russas, cumprindo 3/4 da pena, o condenado já pode deixar o regime fechado. Caso não haja alteração nas próximas fases de recurso, ele poderá deixar a Rússia daqui a cerca de oito meses.

Em destaque