Carregando

Buscar

Futebol

Partida entre PSG e Basaksehir é adiada após suposto insulto racista do quarto árbitro

Compartilhe

A partida entre PSG e Basaksehir foi adiada para quarta-feira, às 14h55 (horário de Brasília), após suposto insulto racista de Coltescu, quarto árbitro, denunciado por Demba Ba. O jogo começará do minuto 13, conforme foi paralisado. A Uefa se manifestou oficialmente sobre a mudança de data do confronto e também disse que irá investigar o caso relatado.

Os jogadores das equipes deixaram o campo assim que a situação foi divulgada e se recusaram a recomeçar o duelo da Liga dos Campeões. A equipe turca alegou que quarto árbitro cometeu insultos racistas contra o camaronês Pierre Webó, ex-atacante e membro da comissão técnica do Besaksehir. A situação foi observada pelo atacante senegalês, que começou a reclamar da injúria aos 13 minutos do primeiro tempo.

O árbitro Ovidiu Hategan, então, expulsou Demba Ba e a revolta ficou ainda maior. Após os times deixarem o campo, o atacante questionou a arbitragem e perguntou repetidamente “Why you say negão?” (por que você diz negão?).

“Você nunca diz ‘esse cara branco’, você diz ‘esse cara’. Por que quando você menciona um jogador preto, você tem que dizer ‘esse cara preto’?” 

João Felix

Neymar e Mbappé também se posicionaram e falaram que não iriam entrar em campo se o quarto árbitro permanecesse na partida. Além dos jogadores do confronto, clubes e outros atletas também se manifestaram nas redes sociais contra o racismo.

Richarlison, do Everton, foi o primeiro a compartilhar uma mensagem em apoio ao colega de profissão que foi insultado devido à cor de pele. O Monaco também compartilhou a postagem do Besaksehir e disse respeitar a atitude das equipes. 

Em destaque