Carregando

Buscar

Futebol

Ex-Grêmio e treinador da Argentina, Alejandro Sabella morre aos 66 anos

Compartilhe

Alejandro Sabella, ex-técnico da Argentina, morreu nesta terça-feira aos 66 anos. Ele estava internado no Instituto Cardiovascular, em Buenos Aires, desde o dia 25 de novembro após apresentar um quadro de arritmia. A informação foi divulgada pelo jornal “Clarín”.

De acordo com o “Olé”, familiares do ex-treinador relataram à “Agência EFE” que a morte de Diego Maradona afetou o estado de saúde de Sabella, que já sofria de problemas cardíacos. 

Sabella deu seus primeiros passos no futebol como jogador do River Plate, onde atuou de 1974 a 1978, conquistando três títulos argentinos. Depois, teve uma passagem pela Inglaterra, onde defendeu as camisas do Sheffield United e do Leeds United.

Em 1982, retornou ao seu país e defendeu o Estudiantes. Três anos depois, foi contratado pelo Grêmio e jogou ao lado de Renato Portaluppi no bicampeonato gaúcho em 1985 e 1986. Pelo Tricolor, disputou 62 jogos e marcou cinco gols.

João Felix

Pendurou as chuteiras em 1989 e virou assistente técnico de Daniel Passarela,tendo exercido a função nas seleções da Argentina e do Uruguai, além de ter trabalhado no Parma, no Monterrey, no Corinthians e no River Plate. 

Como técnico, sua estreia aconteceu pelo Estuadiantes, em 2009. Logo na sua primeira temporada, conquistou a Libertadores diante do Cruzeiro. No Mundial de Clubes, foi derrotado pelo Barcelona de Messi. Em 2010, garantiu a taça do Campeonato Argentino.

Em 2011, sucedeu Sergio Batista no comando da seleção argentina e teve um bom desempenho nas Eliminatórias. A sua equipe chegou até a final da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e perdeu para a Alemanha por 1 a 0. Dias depois, anunciou sua saída do cargo. Desde então, vivia de forma mais reservada.

Em destaque