Carregando

Buscar

Futebol

Gratidão? Diniz pede a permanência de Raí no São Paulo

Compartilhe

Às vésperas das eleições presidenciais no São Paulo, Fernando Diniz falou sobre a importância de Raí e membros da diretoria para o equilíbrio da equipe. Os dois principais candidatos à presidência, Julio Casares e Roberto Natel já confirmaram que irão fazer mudanças no departamento de futebol.

O curioso é que no momento em que o São Paulo foi eliminado seguidamente da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana, muitos membros da diretoria recomendaram a demissão de Fernando Diniz, mas o treinador foi mantido graças ao posicionamento do diretor de futebol, Raí. Agora, é a vez do técnico pedir a permanência do dirigente.

“É difícil saber o que o novo presidente vai fazer, o que posso falar é que esses caras ajudam muito. Eu posso falar depois que cheguei aqui. Desde que cheguei aqui, esse pessoal me deu todo suporte, o clube todo, o pessoal da comunicação, da cozinha, nos momentos difíceis, fez mais diferença ainda. A harmonia sempre existiu e esse momento é um prêmio pelo nosso trabalho”, afirmou Diniz.

João Felix

“Sou uma pessoa de poucas reuniões formais e muitas informais. Existe um time expandido no São Paulo que todo mundo colabora bastante. A gente está vivendo um momento importante de resultados. Espero que quem entrar saiba olhar isso, porque esse momento que o São Paulo está vivendo é muito em função dessa turma aí“, acrescentou.

Ele tem mérito total, é um cara muito grande. Ele é uma pessoa importante na história do São Paulo. Ele é maior que isso, um cara diferente. Sou muito grato por ter a felicidade de trabalhar com ele, o Pássaro, o próprio Chapecó e o Leco. São dois grandes acertos do São Paulo, tanto o Raí quanto o Pássaro, os nossos executivos. Esse trabalho coletivo, essa comunicação que a gente tem fez toda a diferença no momento de pressão, faz toda a diferença agora. Esses caras, de maneira especial o Raí, são figuras ímpares”, finalizou.

Em destaque