Carregando

Buscar

Futebol

Corinthians perde na Fifa e é condenado a pagar R$ 18 milhões ao Nagoya Grampus por Jô

Compartilhe

O Corinthians tem mais um problema para se preocupar. Nesta terça-feira, o clube perdeu oficialmente para o Nagoya Grampus no processo que corria na Fifa pela contratação de Jô. Segundo o “Esporte Interativo”, o clube paulista foi condenado a pagar 3,4 milhões de dólares (cerca de R$ 18 milhões) aos japoneses por quebra de contrato do jogador.

Na época do anúncio do centroavante, o ex-time lançou uma nota confirmando a rescisão, porém destacou que iria à Justiça por entender que o fim do contrato se deu por justa causa. A decisão, no entanto, pode ser recorrida pelo Timão. 

De acordo com informações do portal “Meu Timão”, a assessoria da equipe brasileira confirmou que já houve a notificação, mas que o imbróglio não envolve o Corinthians, mas sim Jô e o Nagoya Grampus. Em suas redes sociais, o clube brasileiro divulgou um comunicado confirmando a decisão da Fifa sobre o caso.

“O Sport Club Corinthians Paulista recebeu na tarde desta terça-feira  (24) o resultado da decisão que envolve o atleta Jô e o seu ex-clube, Nagoya Grampus. O clube tem dez dias para solicitar os fundamentos da decisão da Fifa e assim tomar as providências necessárias”, diz o comunicado

Foto de capa: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
João Felix

A assessoria do jogador se posicionou na época e afirmou que a rescisão contratual não se deu por justa causa, mas sim por uma série de acontecimentos, sobretudo durante a pandemia de Covid-19. 

Em destaque