Carregando

Buscar

Futebol

Marinho se posiciona no Dia da Consciência Negra: “Sociedade preconceituosa”

Compartilhe

No Dia da Consciência Negra, Marinho se posicionou e fez um protesto sobre a realidade vivida na nossa sociedade envolvendo o tema do racismo. O jogador usou como exemplo o assassinato de João Alberto Silveira Freitas por seguranças do Carrefour.

”Dia da consciência negra talvez eu fico pensando que só existe no calendário, e para postar foto dizendo que vidas negras importam. Na prática, sabemos que é tudo ao contrário, notícia absurda que temos da morte do seu João Alberto ontem no estacionamento do Carrefour em Porto Alegre. Aí eu pergunto, quando vai ter punição severa? Os bandidos vão ser presos? Ou vão pagar fiança e serem soltos para cometer outro crime. Reflexo de uma sociedade preconceituosa para cara… Lamentável”, declarou.

João Felix

Marinho já havia falado sobre essa questão social em outras oportunidades. O jogador entende que as personalidades negras com voz ativa na sociedade devem se posicionar frequentemente acerca desse tema.

Em destaque