Carregando

Buscar

Futebol

Presidente da federação inglesa de futebol renuncia após fala racista

Compartilhe

Greg Clarke, ex-presidente da federação inglesa de futebol, renunciou ao cargo depois de usar palavra considerada racista em uma live. Ele usou a expressão ”coloured people” (pessoas de cor) para falar da diversidade ética no futebol local. Depois do ocorrido, o executivo deixou o cargo.

Todo o discurso de Clarke estava pautado na diversidade que o futebol proporciona. Ele também chegou a falar do futebol feminino. Ao ser repreendido por seu interlocutor, ele se explicou, dizendo que era um termo bem aceito nos Estados Unidos e esperava que também seria na Inglaterra.

Além disso, o ex-presidente citou a homossexualidade como ”escolha de vida” de alguns atletas. Essa atitude é considerada homofóbica.

João Felix

Depois do episódio, Clarke reconheceu o erro e se despediu: ”Minhas palavras inaceitáveis perante o Parlamento foram um desserviço para o futebol e seus espectadores, praticantes, árbitros e administradores. Isso cristalizou as minhas resoluções sobre seguir a vida. Estou muito triste por ter ofendido as diversas comunidades do futebol, tantas que eu trabalhei para incluir”.

Em destaque