Carregando

Buscar

Futebol

Campello retira candidatura e Presidente da Assembleia Geral convoca eleições online para este sábado

Compartilhe

A Assembleia Geral do Vasco da Gama convocou eleições online para o sábado (14). A decisão foi feita pelo presidente Faues Cherene Jassus, o Mussa. O pleito eleitoral está previsto para durar das 9h às 22h (horário de Brasília). Os sócios aptos a votar deverão realizar o cadastro no site da Assembleia até 10h da sexta-feira (13), um dia antes da realização oficial. A sede do Calabouço também estará aberta e vai ter cabines com computadores para quem não tiver acesso à internet em casa.

O site que confortará a votação é a “Eleja”, mesma que já havia sido criticada ao comandar a Assembleia Geral Extraordinária. A empresa não agrada Alexandre Campello, atual presidente do clube, que alega não gerar confiança e passar resultados duvidosos. Por isso, o mesmo afirmou que não irá participar. 

Em coletiva cedida na manhã desta terça (10), o atual presidente retirou a candidatura. “Gostaria de dizer que o clube vai permanecer cumprindo as decisões judiciais quanto a eleição. Hoje houve uma convocação para uma eleição exclusivamente online para o dia 14, e já quero deixar claro que o clube vai obedecer as decisões desde que sejam cumpridas as determinações do estatuto. O clube não aceita a Eleja Online, porque entende que não passou pelo clube, não foi avaliado um orçamento. Há um conflito de interesses desde quando foi contratada lá atrás, na AGE”, disse.

João Felix

Campello ainda reforçou a insatisfação com a plataforma escolhida. “Não foi o clube que pagou, acho que isso, por si só, já tira a isenção. O clube não aceita, está pronto para fazer aquilo que determina a lei. Obviamente, dentro da legalidade. Para que esse processo siga da melhor maneira possível, tenha isenção na realização, quero deixar claro que não participarei de mais nenhuma eleição. Atá para que tenhamos isenção para trabalhar”, completou.

A intervenção da Assembleia precisou ser feita após os ocorridos do último sábado. Dentre o período das 9h às 22h, as eleições chegaram a ser adiadas pelo STJ, mas mesmo contra a decisão judicial, os votos seguiram sendo contados. Ao término do horário válido, ainda haviam filas de sócios para votarem e as luzes de São Januário foram apagadas, além das urnas serem lacradas. Após insistência, as urnas foram liberadas às 2h.

O candidato Leven Siano foi o mais votado no pleito presencial. Leven, do partido Somamos, já anunciou que não concorrerá em nova eleição realizada online. Em contramão, Jorge Salgado, o segundo mais votado, avisou que seguirá firme na candidatura.

Imagem de capa: Reprodução/News Colina

Em destaque