Carregando

Buscar

Futebol Stick

Terminou o turno na liderança, acaba campeão? E na zona, é rebaixado? Confira o retrospecto do Brasileirão!

Compartilhe

Começa neste sábado (7) o segundo turno do Campeonato Brasileiro. A classificação do primeiro turno não necessariamente reflete no fim da competição. Nem sempre o campeão do turno é o campeão geral, ou até mesmo quem está na zona de rebaixamento após 19ª rodadas, acaba rebaixado na 38ª. 

Por isso, o 365Scores fez um levantamento sobre o retrospecto da diferença entre primeiro e segundo turno. Levamos em consideração a partir do ano de 2016, ano em que o G6 foi estabelecido. Foram analisados: campeões, classificados para a Libertadores e rebaixados. 

Dez primeiros ao término do primeiro turno de 2020

Campeão:

De 2016 para cá, três dos quatro times que terminaram o turno na liderança, sagraram-se campeões ao fim do Brasileirão. Em 2016, com um ponto a frente do Atlético-MG, o Palmeiras terminou o turno em primeiro. No fim, foi campeão. Assim como o Corinthians em 2017 e o Flamengo em 2019.

O caso à parte aconteceu em 2018. Na edição em questão, o São Paulo terminou o turno na liderança. Com 41 pontos, o Tricolor tinha três pontos de vantagem para o Internacional, segundo colocado, e oito pontos de diferença para o Palmeiras, que acabou sendo o campeão após as 38 rodadas.

Classificados para a Libertadores:

No quesito de estar na zona de classificação para a Libertadores, a mudança, apesar de pequena, é maior em comparação ao campeão. O único ano em que os times que terminaram o primeiro turno no G6, e se mantiveram até o fim do campeonato, foi 2018. Nos outros três, houveram mudanças.

Em 2016, Botafogo e Athletico Paranaense roubaram a vaga de Corinthians e Grêmio. Em 2017, o Cruzeiro tomou o lugar do Sport. Já em 2019, duas vagas extras se abriram, visto que o Flamengo e Athletico se classificaram por meio da Libertadores e Copa do Brasil. Assim sendo, o Grêmio roubou a vaga do Bahia.

Últimos dez colocados no primeiro turno de 2020

Rebaixamento: 

Há esperança para o torcedor que o time terminou o primeiro turno na zona da degola. De 2016 para cá, apenas o lanterna não conseguiu se safar em nenhuma das ocasiões. Já o penúltimo, se livrou do rebaixamento em 2018. Na ocasião, o Ceará acabou o turno em 19ª, mas o campeonato em 15º.

Já quem amargura a 18ª colocação, se salvou em três das últimas quatro edições: Cruzeiro em 2016, Vitória em 2017 e Athletico Paranaense em 2018. Em 2019, o CSA terminou em antepenúltimo e não conseguiu escapar. 

Por fim, a posição mais confortável na zona de rebaixamento não dá tanta segurança para os torcedores. Foram em apenas duas ocasiões que o 17º do primeiro turno escapou do rebaixamento: Botafogo em 2016 e São Paulo em 2017. Vitória e Cruzeiro caíram nos outros anos.

Imagem de capa: Alexandre Vidal/Flamengo

Em destaque