Carregando

Buscar

Futebol

In memorian: No dia de finados, relembre personalidades do esporte que faleceram em 2020

Compartilhe

Neste dia de finados, vamos fazer uma homenagem a personalidades que faleceram em 2020, não só devido à Covid-19. Nomes como Kobe Bryant, Vadão, Valdir Espinosa, Rodrigo Rodrigues deixaram o esporte e se tornaram eternos. 

1 – Kobe Bryant

Um dos maiores jogadores da história do basquete, Kobe Bryant faleceu, aos 41 anos, no dia 26 de janeiro em um acidente de helicóptero. Kobe fez história no Los Angeles Lakers e conquistou cinco títulos da NBA pelo time. O ex-ala se aposentou em 2016, marcando 60 pontos em sua última partida. Na carreira, o ex-atleta ainda conquistou o prêmio de MVP da liga na temporada 2007/2008, além de duas medalhas de ouro, nas Olimpíadas de 2008, em Pequim, e 2012, em Londres.

2 – Valdir Espinosa

Campeão pelo Botafogo e pelo Grêmio, Valdir Espinosa faleceu aos 72 anos, no dia 27 de fevereiro, após complicações em uma cirurgia no abdômen. Espinosa conquistou o Campeonato Carioca pelo Alvinegro em 1989. Pelo Tricolor, foi campeão da Libertadores e do Mundial de 1983. Ele ocupava o cargo de gerente de futebol do Botafogo, clube com o qual tinha grande identificação.

3 – Rodrigo Rodrigues

O jornalismo também perdeu um grande nome em 2020. Aos 45 anos, Rodrigo Rodrigues, apresentador dos canais Sportv, faleceu por conta de uma trombose venosa cerebral decorrente da Covid-19. O jornalista deixou sua marca na televisão brasileira, com bom humor e competência.

4 – David Stern

Ex-comissário da NBA, David Stern faleceu no primeiro dia de 2020, por conta de uma hemorragia hemorragia cerebral, aos 77 anos. Ele comandou a NBA no período 1984 até 2014 e foi um dos responsáveis para a grande internacionalização e fortalecimento da NBA no mundo.

João Felix

5 – Jorginho

Preparado físico do Flamengo há 40 anos, Jorginho faleceu em maio, vítima da Covid-19. Ele chegou a ficar internado por duas semanas, mas sofreu uma parada respiratória. Jorginho chegou ao rubro-negro na década de 80 e participou dos grandes títulos da história do clube, como as duas Libertadores, em 1981 e 2019 e o Mundial de 1981.

6 – Lorenzo Sanz

Aos 76 anos, morreu Lorenzo Sanz, ex-presidente do real Madrid, em março. O ex-dirigente tinha problemas renais e respiratórios, além de ser diabético e estava internado em estado grave. Lorenzo comandou o clube merengue entre os anos de 1995 e 2000 e conquistou sete títulos, sendo duas Liga dos Campeões.

7 – Cadu Cortez

Narrador da “Dazn”, Cadu Cortez faleceu em março, vítima de um infarto fulminante. Aos 40 anos, o jornalista estava em um avião, quando passou mal. Cadu começou a carreira na Rádio Nativa e depois trabalhou por Rádio Bandeirantes e Rádio Eldorado. Também teve passagem marcante pela Rádio Sul-América Transito e pela 105 FM.

8 – André Balada

Ex-jogador do Palmeiras e Atlético-MG, André Balada morreu aos 42 anos, em fevereiro, por conta de uma parada cardíaca. Além do Porco e do Galo, André também teve passagens por outros clubes do Brasil e no exterior. Se aposentou em 2017.

9 – Batuta

Antigo atacante do futebol brasileiro, Silva Batuta faleceu no fim de setembro. O ex-jogador estava internado com Covid-19, mas a causa da morte não foi revelada. Batuta iniciou a sua carreia na segunda metade da década de 1950, no São Paulo. Teve grandes passagens por Flamengo,Corinthians, Vasco e Racing-ARG.

10 – Vadão

O ex-técnico da seleção brasileira feminina, Oswaldo Alvarez, conhecido como Vadão, e com passagens por São Paulo, Corinthians, Guarani, Ponte Preta faleceu em maio devido a um câncer no fígado. Vadão foi um dos responsáveis pela descoberta de Kaká no São Paulo e diversos títulos com a Amarelinha das meninas

Em destaque