Carregando

Buscar

Futebol

Carlos Augusto Montenegro cogitou ajudar a dirigir o comando técnico do Botafogo

Compartilhe

O Botafogo sofre financeira e tecnicamente. Se em campo o clube pena no Brasileirão e na Copa do Brasil, fora dele, não há dinheiro para contratar um treinador com muito prestígio.

Sem um técnico novo ainda, e com um preparador de goleiro fazendo a função, o mandatário Carlos Augusto Montenegro chegou a cogitar fazer as vezes de treinador para a partida de volta, mas esbarrou em impeditivos burocráticos.
Foto: Vitor Silva/Botafogo
João Felix

“Eu queria ajudar os “Flávios” (Lúcio e Tenius). Mas não tenho diploma. Queria tentar fazer algo mas a CBF não deixa. Precisa de diploma de educação física. Eu não tenho nem educação nem física”, disse Montenegro ao “OGlobo”.

O Botafogo enfrenta o Cuiabá, na próxima terça-feira, às 19h, em busca de uma vitória por dois gols ou uma simples que leve aos pênaltis.

Em destaque