Carregando

Buscar

Futebol

Globo aciona Justiça contra Athletico-PR após venda de direitos com MP do Mandante

Compartilhe

A “Rede Globo” confirmou nesta terça-feira (27) que irá adotar “medidas cabíveis” contra o Athletico Paranaense e a empresa Livemode, por conta do negócio de venda de pay-per-view que o clube fez para continuar transmitindo seus jogos em uma plataforma própria, mesmo com o fim da MP do Mandante, que dá o direito de uma partida ao time local. Esta será a segunda briga judicial entre emissora e clube em apenas quatro meses.

O que fez com que a emissora acionasse a Justiça foi a partida do fim de semana entre Athletico e Grêmio, em que a exibição foi feita na plataforma Furacão Live. O argumento do clube é que os direitos foram vendidos para a Livemode até 2024 enquanto a MP do Mandante ainda estava em vigor. Assim sendo, defende que o contrato ainda tem validade. 

No entanto, a MP não foi aprovada pelo Congresso Nacional – que deu continuidade à Lei Pelé. Com isso, um jogo só pode ser transmitido se os dois clubes concordarem, ou seja, venderem os direitos para a mesma empresa. O Grêmio, por exemplo, tem contrato com a TV aberta, por assinatura e pay-per-view com o Grupo Globo, o que deveria tornar a transmissão do último domingo ilegal.

João Felix

Mesmo sem acordo com o Grêmio, o Athletico comercializou a partida para seu público com três horas de antecedência. Em entrevista para o “UOL Esporte”, Beto Carvalho, executivo de marketing do Grêmio, afirmou que o clube gaúcho não foi informado sobre a transmissão e que, inclusive, levou equipe completa de rádio do clube, acreditando que o jogo seria transmitido com imagens em lugar algum.

Imagem: Reprodução/Athletico Paranaense

A MP do Mandante caiu no dia 16 de outubro. Ela dava direito ao clube mandante de transmitir suas partidas por conta própria. O Athletico possui uma liminar favorável para transmissão em pay-per-view, obtida quando a MP estava em vigor, mas hoje, não teria mais validade.

Em destaque