Carregando

Buscar

Futebol

Presidente do Cruzeiro afirma que não trabalha com o risco de rebaixamento

Compartilhe

A situação do Cruzeiro é extremamente delicada. Além dos diversos problemas financeiros, a Raposa faz uma campanha ruim na Série B do Campeonato Brasileiro. Apesar disso, o presidente do clube, Sérgio Santos Rodrigues afirma que não trabalha com o risco de rebaixamento, mas vê o acesso à primeira divisão como difícil.

– A gente trabalha com dois cenários. Não acho que o nosso time é correspondente a rebaixamento. Até porque nossa campanha começou com menos seis pontos. Trabalhamos com dois cenários. Subir já está mais difícil, mas não é impossível – disse o presidente, em entrevista ao “Sportv”.

João Felix

O Cruzeiro ocupa a penúltima colocação da Série B, com 13 pontos. Com o fim do primeiro turno, as equipes começam a fazer as contas para o acesso e para o rebaixamento. No caso da Raposa, a primeira conta é para sair do Z4. Atualmente, o clube mineiro tem 54% de risco de cair.

A esperança para o Cruzeiro na temporada é a chegada do treinador Felipão. Para o presidente, a chegada do técnico faz parte de um projeto a longo prazo.

– Quando buscamos o Felipão, fizemos um planejamento muito maior. Queremos contar com ele, pelo menos, até o centenário. A ideia é ter ele na Série A. Senão no ano que vem, em 2022. Ele teve uma aprovação muito grande da torcida também. Quando o Felipão traz seus auxiliares, a gente espera mais que um treinamento só. A gente espera que ele avalie a base, jogadores com potencial para subir. Também esperamos ajuda na parte extracampo, com captação de patrocinadores, contatos para possíveis amistosos no centenário. Ele já trabalhou no mundo todo e pode abrir essas portas para a gente – completou.

Em destaque