Carregando

Buscar

Futebol

Robinho: “Se não fosse o processo, minha carreira poderia estar pior”

Compartilhe

Em entrevista exclusiva ao programa ”Aqui com Benja”, da ”Fox Sports”, Robinho falou sobre sua condenação em primeira instância por estupro na Itália (o jogador ainda tenta provar sua inocência) e sobre os impactos em sua vida pessoal.

“Se não fosse o processo, talvez minha carreira estivesse pior, talvez eu não estivesse jogando bem como estou. Eu passei a me cuidar mais depois do que aconteceu”, disse.

O jogador também contou que depois de sua esposa tomar conhecimento das acusações, ela pensou em pedir a separação: “Foi muito difícil. Minha esposa queria terminar o relacionamento. Já tínhamos dois filhos. Mas ela me perdoou. E por causa do que ela fez, eu me aproximei de Deus, eu me converti. Foi um momento muito difícil, péssimo, da minha vida pessoal. Mas superamos e hoje estou mais perto de Deus por causa disso. (…) Quando chegou a notificação sobre o processo, foi muito difícil, eu chorei muito, mas contei a verdade para minha esposa”.

“Que sirva de exemplo aos garotos que estão começando, que respeitem a esposa. Minha esposa está comigo desde os meus 15 anos, então isso mostra que ela nunca teve interesse no meu dinheiro“, continuou.

João Felix

Robinho conta ainda ter recebido o apoio de Neymar, que foi acusado de estupro no ano passado: “O Neymar mandou mensagem. Ele se disponibilizou a ajudar, apoiar. Isso é para ver que não é só comigo, acontece com outros“. O caso do astro do PSG foi arquivado. 

Em destaque