Carregando

Buscar

Futebol

Defesa de Robinho no Brasil se posiciona: “Não houve violência sexual”

Compartilhe

Depois da reportagem do ”Globoesporte”, em que são divulgados diálogos de Robinho sobre o crime de violência sexual do qual é acusado, a defesa do jogador se posicionou sobre essa divulgação e afirmou mais uma vez a sua inocência.

O jogador reitera que não cometeu o crime do qual é acusado e que sempre se relacionou sexualmente de maneira consentida. Taxativamente não houve violência sexual tampouco admissão de culpa nas interceptações telefônicas, o que fica claro quando analisadas na integralidade e no contexto correto”, diz o documento.

Para a defesa, houve corte nas falas das conversas reveladas, tornando qualquer análise impossível por conta da alteração no documento de áudio. Além disso, também teriam acontecido erros de tradução do italiano para o português. 

Por fim, o documento informa que ”Robinho agradece o apoio da torcida do Santos Futebol Clube e, como pai de família e atleta, faz questão de ressaltar que repudia todas as formas de violência”.

João Felix

Veja abaixo o documento na íntegra:

Com relação à reportagem “As gravações do caso Robinho na Justiça Italiana”, publicada hoje pelo GE, os advogados do jogador Robson de Souza esclarecem:

  • 1.O Jogador reitera que não cometeu o crime do qual é acusado e que sempre que se relacionou sexualmente foi de maneira consentida;
  • 2.Taxativamente não houve violência sexual tampouco admissão de culpa nas interceptações telefônicas, o que fica claro quando analisadas na integralidade e no contexto correto;
  • 3.Por se tratar de processo sigiloso e ainda em curso, estamos impedidos de falar sobre o mérito das acusações. Entretanto, sobre a divulgação em si, deve ser esclarecido que há nos autos provas suficientes da inocência de Robinho – as quais infelizmente não foram divulgadas na matéria – e outras que ainda serão apresentadas à Justiça italiana, que certamente levarão à sua absolvição. Há diversas conversas interceptadas que não foram corretamente traduzidas para o idioma italiano, o que levou ao equívoco de interpretação;
  • 4.Confiamos plenamente na Justiça italiana, no sucesso do recurso defensivo e na reforma da decisão, conscientes de que a submissão do feito às instâncias superiores permite justamente evitar erros judiciários e condenações injustas;
  • 5.Por fim, Robinho agradece o apoio da torcida do Santos Futebol Clube e, como pai de família e atleta, faz questão de ressaltar que repudia todas as formas de violência.

Em destaque