Carregando

Buscar

Futebol

Ricardo Sá Pinto sobre situação financeira do Vasco: “Espero que não seja tão grave assim”

Compartilhe

Ricardo Sá Pinto, novo treinador do Vasco, embarcou no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, rumo ao Rio de Janeiro, onde se apresenta na sexta-feira. Antes do embarque, ele conversou com o portal “Terra” e revelou não ter conhecimento da dimensão da crise financeira do clube:

“É uma informação que eu não tinha. Sei que o clube tem dificuldades. Quando assinei com o Vasco, não assinei por questões financeiras. Obviamente, há que salvaguardar isso, até porque vou ter pessoas sob a minha responsabilidade, toda a gente precisa de dinheiro para viver. Ninguém me falou em uma situação tão grave, ouvi, sim, que é uma situação difícil. Espero que não seja tão grave assim, espero também que rapidamente isso possa melhorar”.

Foto: Twitter
João Felix

Outro fato que ele comentou foi a famosa “dança das cadeiras” que acontece entre os treinadores no Brasil. Ele se disse preocupado com isto:

“Claro que sim (preocupa), não vou esconder. Estou sem treinar tem alguns meses, tive algumas possibilidades, sendo uma delas na Grécia (Panathinaikos). É verdade, há muita instabilidade a nível de treinadores no Brasil, e o tempo do meu contrato (até o fim do Brasileirão), foi uma opção minha, até para as pessoas perceberem a qualidade do meu trabalho e também notarem se é aquilo que querem. Existe uma opção para aumentar o vínculo, mas quero primeiro que eles me conheçam verdadeiramente bem. Todos os treinadores vivem de resultados, existe realmente esse risco (de demissão). É uma pena que exista tamanha instabilidade”.

Em destaque