Carregando

Buscar

Futebol

Polícia reforça segurança de hotel em que árbitro de Peru e Brasil está hospedado; Fãs fazem petição para que ele não apite mais

Compartilhe

A partida entre Peru e Brasil pela segunda rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 está longe de acabar. O placar desfavorável aos peruanos por 4 a 2 não deixou os torcedores nada contentes por conta da atuação do árbitro Julio Bascuñán. Por receber muitas ameaças, a polícia do Peru reforçou o hotel em que ele está hospedado na quarta-feira (14), um dia após o jogo. 

Julio marcou dois pênaltis para o Brasil, fato que causou indignação por parte dos peruanos. Além disso, o VAR interferiu algumas vezes em lances do Peru. A mídia do país tratou sua atuação como “escandalosa”, “terrível” e “péssima”.

João Felix

Nas redes sociais, os torcedores iniciaram um abaixo-assinado para revogar a licença de apitar jogos de Julio. Até o momento, 245 mil pessoas contribuíram. Chileno, tem 42 anos e exerce a profissão desde 2011. Julio é licenciado pela Fifa e já apitou partidas de Copa do Mundo e Copa América.

Em destaque