Carregando

Buscar

Futebol Stick

Ainda em dívida com Carille e Tiago Nunes, Corinthians não inclui multa em contrato de Vagner Mancini

Compartilhe

A atual dívida do Corinthians com Fábio Carille e Tiago Nunes ligou um sinal de alerta na diretoria do clube. Por conta disso, o acordo com o novo treinador Vagner Mancini, apresentado na terça-feira (13), não terá multa caso o clube opte pela sua saída antes do término do vínculo entre as duas partes que vai até o dia 31 de dezembro de 2021. 

Não é a primeira vez que o treinador se depara com um contrato neste formato. Mancini também optou por um acordo sem multa em seu último trabalho no Atlético-GO. Com a proposta do Corinthians, conversou com a diretoria do Dragão e obteve a liberação sem problemas. 

Outro fator que influenciou na decisão foi que o clube terá eleições presidenciais no dia 28 de novembro e, caso a oposição vença, seu cargo pode correr risco a partir de janeiro. Duílio Monteiro Alves, apoiado pelo atual presidente Andrés Sanchez, tem como projeto seguir com o treinador até o fim do contrato.

João Felix

O Corinthians ainda deve seus dois últimos treinadores. Demitido no fim de 2019, Fábio Carille precisa receber cerca de R$ 8 milhões por multa contratual, salários, direitos de imagem e premiações atrasadas. Os valores estão sendo pagos de maneira parcelada. Já Tiago Nunes, demitido há um mês, receberá por volta de R$ 1,2 milhões, o que equivale a três meses de salários atrasados. A rescisão ainda não foi registrada na CBF.

Em destaque