Carregando

Buscar

Futebol

Advogada de Robinho fala sobre o caso do jogador na “Fox Sports”

Compartilhe

A Doutora Marisa Alija, que representa Robinho no caso de estupro em que está sendo julgado, participou o programa ”Fox Sports Rádio”. A advogada aproveitou a oportunidade para explicar como anda o processo do jogador e esclarecer certos pontos sobre a situação. O atacante foi condenado em primeira instância na Itália.

A Doutora defendia que as provas eram muito inconsistentes. Perguntada sobre o motivo de Robinho ter sido condenado em primeira instância, ela respondeu: ”É uma questão bem polêmica. É uma era muito difícil. A gente vive um momento em que não se tolera descriminação contra a mulher. Eu apoio isso. Meu ambiente de trabalho é muito masculino, mas não posso vencer meus colegas pela cota do feminismo. Hoje em dia, você não pode abrir a boca para defender alguém, que já dizem que você ‘passa pano’. Foram três mulheres que julgaram o caso e se basearam muito no estado emocional da vítima. Tudo isso é grau de interpretação e convencimento”, declarou.

João Felix

Especificamente sobre a situação de Robinho, ela afirma: ”Foi feita a denúncia contra cinco pessoas e só duas foram levadas a julgamento. O outro teve a mesma sentença do Robinho. Ele não sofre risco de ser preso. Ele não tem prisão decretada. Ele já esteve na Itália depois disso. Há pouco tempo, ele estava a duas hora de distância de Milão”.

Perguntada se colocaria um homem no caso, ela disse: ”Eu não posso afirmar se colocaria um homem no caso. Pelas suas colegas jornalistas, eu não posso defender isso porque eu sou mulher. Eu não colocaria uma mulher no lugar de um homem só por ser mulher. Também não faria o contrário”, explicou.
 
A advogada terminou fazendo uma crítica ao posicionamento de uma jornalista do ”SporTV”: ” A Ana Thais Matos disse que o Robinho é um estuprador e deve pagar pelo que fez. Ela disse que o caso estava encerrado na Itália, e não está. Isso é jornalismo? Isso é isenção?”.

Em destaque