Carregando

Buscar

Futebol Stick

Assaltante que invadiu casa de Daniel Alves na época do PSG é condenado a prisão

Compartilhe

O assaltante que invadiu a mansão de Daniel Alves na época em que defendia o PSG foi condenado a dois anos de prisão segundo informações do jornal “Le Parisien”. Em fevereiro de 2019, ele invadiu a residência do craque durante a partida entre o time de Paris e Montpellier.

A mansão era localizada em Neuilly e o criminoso levou 500 mil euros (R$ 3 milhões e 200 mil) em joias e relógio. O homem identificado como Bilel F., utilizou a informação de um entregador para praticar o roubo. 

No entanto, ele alegou que não cometeu o ato, já que outras pessoas estavam na casa no momento em que ele praticou a invasão. Mesmo assim, o réu não foi absolvido pelo Tribunal de Nanterre. “Um entregador me deu o endereço (de Daniel Alves). Fui lá, subi dois portões e entrei por uma janela que estava aberta.  Já havia mais dois homens na sala. Me assustei e saí sem levar nada. Tudo que levei foi uma bicicleta que estava do lado de fora”, afirmou Bilel.

João Felix

A explicação do assaltante não foi suficiente para evitar a condenação, porque no seu histórico já havia outro roubo cometido. Além do caso de Daniel Alves, o homem estaria ligado ao grupo que invadiu as casas de, Thiago Silva e Choupo-Moting, no verão de 2018. 

Em destaque