Carregando

Buscar

Futebol

Quique Setién entrará na Justiça contra o Barcelona

Compartilhe

Quique Setién não faz mais parte da comissão do Barcelona há praticamente um mês, quando Ronald Koeman o substituiu. Porém, segundo burofax que Setién divulgou, ele só foi oficialmente avisado da decisão nesta quarta-feira. O espanhol afirma que procurará a Justiça para receber verba referente ao restante de seu contrato.

O técnico pedirá na Justiça, segundo o jornal “As”, o montante de quatro milhões de euros (R$ 24 milhões), referentes ao restante de seu contrato até 2021, já que o clube não fez um acordo de rescisão com ele.

João Felix

Confira o comunicado na íntegra:

“Quique Setién, Eder Sarabia, Jon Pascua e Fran Soto comunicamos que, pelas últimas informações publicadas, queremos fazer os seguintes esclarecimentos:

 

Após um mês de silêncio absoluto por parte da administração do FC Barcelona, ​​e depois de vários pedidos nossos, ontem que finalmente recebemos as primeiras comunicações oficiais, via burofax. Estas comunicações revelam a clara intenção da diretoria de não cumprir os respetivos contratos de trabalho datados de 14/01/2020.

 

No meu caso, Quique Setién, é público e sabido que no dia 17 de agosto tanto o Clube quanto o Presidente anunciaram minha demissão com efeito imediato. Porém, só ontem, dia 16 de setembro (um mês depois), é que me enviaram, pela primeira vez, a comunicação escrita da referida demissão (sem qualquer acordo).

 

Quanto ao resto da comissão técnica, fomos informados, também ontem, para nossa surpresa, de uma “futura relocação” para o Clube.

 

Por tudo o que foi dito, fomos obrigados a colocar a resolução do conflito nas mãos de nossos advogados, devendo entrar com as ações judiciais correspondentes. E isso, a fim de preservar os nossos direitos e o que foi acordado em sua época com o FC Barcelona.”

Em destaque