Carregando

Buscar

Futebol Stick

MP-RJ adia denúncia ao Flamengo para incluir novos documentos sobre tragédia no Ninho do Urubu

Compartilhe

De acordo com informações da jornalista Gabriela Moreira, do ”Globoesporte”, o Ministério Público do Rio de Janeiro decidiu adiar a denúncia contra o Flamengo. Isso porque nessa semana, foram expostos e-mails que revelam que o Rubro-Negro sabia que do risco que o alojamento corria. O promotor do caso, Luiz Antonio Correa Ayres, falou sobre:

“As informações trazidas pela imprensa são extremamente relevantes para o caso. Estamos estudando como encaminhar o andamento do caso”, disse. Ainda de acordo com o ”Globoesporte”, a denúncia já estava praticamente pronta, até o descobrimento dessa troca de e-mails.

João Felix

Veja o posicionamento do clube sobre o caso:

“Diante das informações publicadas em reportagem do UOL, nesta quarta-feira (9), com relação a possíveis causas do incêndio no Centro de Treinamento George Helal, no dia 08/02/2019, o Clube de Regatas do Flamengo vem a público reiterar que, não obstante os elementos relatados na matéria (troca de e-mails) tenham ocorrido na gestão anterior, segue à disposição das autoridades para quaisquer averiguações necessárias sobre o incidente.

Lembramos que a atual gestão do Clube providenciou com celeridade e perícia todos os reparos e melhorias devidos no CT, que hoje dispõe de alvará, aprovação dos Bombeiros e todas as liberações necessárias para pleno funcionamento, prezando a segurança de todos os atletas e colaboradores que frequentam o local.”

Na tarde da última quarta-feira (10), Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do Flamengo, também se posicionou:

1- Como venho falando desde o início, esse tipo de assunto não chega à presidência do clube e o e-mail em questão reforça isso. Em geral são resolvidos internamente, dentro de suas pastas, nos escalões mais baixos e repassados ao financeiro em seguida para pagamento.

2- Ainda que eu não tenha tido conhecimento dos fatos, pelo que a matéria do UOL dá a entender, apesar do relatório inicial, o Flamengo contratou e pagou o reparo necessário. Entendemos então que o assunto deve ser apurado.

3- Como visto na reportagem, o Flamengo tem uma rede interna de e-mails. Eles podem ser rastreados e permitir uma visão melhor sobre todos os fatos que cercam essa tragédia. É algo que tenho falado desde o início e me espanta que até hoje não tenha sido feito em nenhum momento. Tenho total interesse em que todos os e-mails trocados no clube sejam divulgados.

Em destaque