Carregando

Buscar

Futebol

Argentino que cravou Cavani rebate presidente do Grêmio

Compartilhe

Na última semana, o jornalista Sebastián Srur, da “Rádio Continental”, abalou o mundo do futebol com a notícia que o Grêmio havia fechado com Edinson Cavani. O balde de água fria veio quando, tanto o presidente Romildo Bolzan, como o diretor Paulo Luz negaram o acerto.

Romildo Bolzan chegou a assumir que conversou com o uruguaio, mas que os altos valores eram impeditivos, já que o Grêmio teria concorrência de grandes clubes europeus. Sebastián questionou a declaração, perguntando porque a diretoria teria conversado com o atacante.

João Felix

“Me faço uma pergunta: se é tão cara e tão difícil a negociação, por que o presidente Romildo Bolzan negociou com Cavani na semana passada?”, questionou o jornalista em seu Twitter.

“O atrelamento do Grêmio ao Cavani é cultural. A imortalidade, a forma como joga, tem tudo a ver. Se alguém sonha com ele, sonha corretamente. Há tempos atrás, fizemos uma conversa com ele. Mas não é o Grêmio que vai competir com os clubes da Europa. Vamos voltar pra racionalidade. Mas não vamos contaminar o ambiente. Não foi do Grêmio que partiu esta matéria. Não temos a mínima possibilidade de fazer uma situação dessas. Passou a ser um desejo. E digo a torcida: se um dia tivermos a condição de fazer essa contratação, não mediremos esforços. Mas não temos como avançar. Temos que voltar para a nossa realidade que é voltar a fazer as vitórias”, havia afirmado Romildo Bolzan, mais cedo.

Em destaque