Carregando

Buscar

Futebol

Com déficit de R$ 259 milhões em cinco meses, Cruzeiro beira R$ 1 bilhão de em dívidas

Compartilhe

Um dos momentos mais escuros da história do Cruzeiro ganhou um novo capítulo. Isso se deve ao fato de terem sido divulgados valores do clube referentes aos cinco primeiros meses de 2020, no qual foi apontado um déficit de R$ 259,237 milhões. O resultado consta valores entre janeiro e maio e foi informado pelo clube mineiro em ação movida nos últimos dias na Justiça.

O atual déficit supera o de 2019, ano em que o clube foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. No mesmo período de cinco meses, o clube teve prejuízo de R$ 130 milhões. Ao todo, o Cruzeiro obteve R$ 400 milhões durante o ano inteiro. Com isso, a dívida acumulada chega aos R$ 982,54 milhões, com a tendência de atingir a marca do bilhão em pouco tempo.

Os valores foram divulgados nas ações contra Itair Machado e Wagner Pires de Sá, na última semana. A ideia do clube era utilizar os valores para justificar a dificuldade financeira que passa e buscar benefícios da Justiça de forma gratuita. Segundo apuração feita pelo “ge”, um balanço oficial de janeiro a maio será oficialmente apresentado em breve pelo clube.

João Felix

No dia 25 de agosto, os conselheiros do clube aprovaram as contas de 2019. Apesar de conter ressalvas, o presidente Sérgio Rodrigues, disse que a aprovação ocorreu dessa maneira pois não há concordância de como os gastos haviam sido feitos. As ressalvas ainda representam indícios de gestão temerária, como indicado por inquérito da Polícia Civil de Minas Gerais.

Segundo balanço oficial de 2019 do clube, a dívida acumulada chega a R$ 803.486,208 (sem contar os primeiros meses de 2020). Em 2018, o déficit era superior a R$ 73 milhões e foi aprovado pelo conselho deliberativo do Cruzeiro somente no primeiro semestre deste ano, dependendo de resultados de investigações da Polícia Civil e Ministério Público. Além dos gastos excessivos, a pandemia de coronavírus foi um dos fatores de impacto aos cofres cruzeirense, principalmente com arrecadação de bilheteria e sócios.

Em destaque