Carregando

Buscar

Futebol

Renato Portaluppi pode igualar ícone do Grêmio com três títulos seguidos do Gauchão como técnico

Compartilhe

Renato Portaluppi gosta de fazer história pelo Grêmio. E um novo capítulo pode acontecer neste domingo, na final do Gauchão, diante do Caxias, na Arena. Apenas um treinador em 116 anos de clube conseguiu ser tricampeão estadual de maneira consecutiva: Osvaldo Rolla, o Foguinho, na década de 1950.

O dado foi confirmado pelo coordenador do Museu Hermínio Bittencourt, Carlos Eduardo Santos, e divulgado pelo “GloboEsporte”. Foguinho foi jogador e, depois, classificado como “revolucionário” ao dar atenção para a preparação física em sua época como treinador.

Portaluppi também mira Foguinho em número de jogos no comando do Grêmio – são 356 partidas do atual técnico contra 378. Oficialmente, o Museu  do Grêmio considera Felipão, com 386, o técnico com mais partidas comandando o Tricolor.

João Felix

Renato conquistou o título de 2018 sobre o Brasil de Pelotas com duas vitórias e bateu o Inter, maior rival do estado, na final de 2019, nos pênaltis após dois empates. Além disso, ele foi o primeiro brasileiro a conquistar a Libertadores como jogador e técnico, e ainda levantou taças da Copa do Brasil e da Recopa Sul-Americana.  

Outra marca na carreira de Portaluppi é ser o técnico mais longevo do futebol brasileiro. Apesar da dança das cadeiras nos demais clubes, ele está no cargo desde setembro de 2016. Também é o segundo brasileiro com mais vitórias na Libertadores, quatro atrás de Felipão.

O técnico gremista comanda a mais longa invencibilidade como mandante da história do clássico Gre-Nal, e tem a maior sequência de participações consecutivas na Libertadores, presente desde 2016. Devido a esses feitos, ganhou uma estátua na esplanada da Arena. 

Em destaque