Carregando

Buscar

Futebol

Condenado na Grécia, Harry Maguire diz que chegou a temer pela vida

Compartilhe

Após ser condenado a 21 meses e 10 dias de prisão condicional na Grécia, o zagueiro do Manchester
United, Harry Maguire conversou com a “BBC” e afirmou que chegou a temer pela sua vida. O jogador contou que sofreu agressões dos policiais.

“Eles bateram muito nas minhas pernas. Eu estava em pânico. Medo. Temi pela minha vida. Não sinto
que devo um pedido de desculpas a ninguém. Um pedido de desculpas é algo que se diz quando fez algo errado”, revelou o capitão inglês.

Maguire foi condenado por agressão e tentativa de suborno enquanto passava férias na Grécia. O
jogador alegou inocência no caso, e afirmou que está com a consciência tranquila, além achar que se
tratava de um sequestro.

João Felix

“Eu sei o que aconteceu naquela noite. Eu sei a verdade. Minha consciência está tranquila. Sei exatamente o que aconteceu naquela noite. Nós nos ajoelhamos, colocamos nossas mãos para cima, e eles começaram a bater na gente. Eles golpearam as minhas pernas, dizendo que a minha carreira tinha acabado, que não jogaria de novo. Neste momento, pensei que não teria chance deles serem policiais. Não tinha ideia de quem eram, então tentei fugir”, continuou.

Ainda acrescentou: “Esta é a origem das acusações. É isso que eles estão chamando de resistir à prisão. Socos não foram trocados. Eu não acreditei que eles eram policiais”.

Em destaque