Carregando

Buscar

Futebol

Com 30% da capacidade, Uefa confirma retorno da torcida na Supercopa

Compartilhe

Sem torcida devido à pandemia de coronavírus, a temporada terminou de maneira fora do usual. Além dos campeonatos nacionais sem o calor dos torcedores, as competições europeias foram resolvidas de maneira extraordinária, em campo neutro e sem apoio nas arquibancadas. Visando a abertura dos portões, a Uefa confirmou o retorno aos poucos da torcida na Supercopa da Uefa, que acontece em setembro.

Assim como outras competições, a Uefa passa a flexibilizar a presença de torcedores no estádio. A entidade estabeleceu 30% da capacidade para a partida entre Bayern de Munique, campeão da Liga dos Campeões, e o Sevilla, campeão da Liga Europa, em setembro, pela Supercopa da Uefa. A final acontecerá em Budapeste, Hungria, no próximo dia 24.

Apesar da decisão, as outras competições da Uefa seguirão com portões fechados até segunda ordem. A administração da entidade seguirá monitorando os números da pandemia para que, caso necessário, cancele a decisão tomada nesta terça-feira (25). No dia 19 de agosto, 55 membros da associação aprovaram a porcentagem de torcedores para a final.

João Felix

“Enquanto tem sido importante mostrar que o futebol consegue se sustentar em tempos difíceis, sem os fãs, o jogo perde um personagem importante. Esperamos usar a Supercopa em Budapeste como um piloto para começar a trazê-los de volta aos estádios. Estamos trabalhando ao lado da federação húngara e com o governo para implementar seguranças sanitárias para quem estiver no jogo. Não correremos risco”, disse o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin.

Três das grandes cinco ligas europeias já estão em processo avançado para a reabertura de seus portões para torcedores. A França, já proporcionou jogos com arquibancada parcialmente preenchida. Enquanto isso, Alemanha e Inglaterra estão na reta final de acordos para oficialização.

Em destaque