Carregando

Buscar

Futebol

Ronaldinho e Assis estão liberados para retornar ao Brasil

Compartilhe

Após 171 dias presos no Paraguai, sob suspeita de falsificação de documentos, Ronaldinho e Assis estão liberados da pena e poderão retornar ao Brasil. O juiz Gustavo Amarilla acatou pedido do Ministério Público local e os dois pagarão multa no valor de 200 mil dólares (R$ 1,1 milhão).

Os dois estavam em prisão domiciliar no Paraguai após pagarem uma fiança em abril, no valor de 1,6 milhão de dólares (R$ 7,8 milhões). O valor da multa será descontado desta fiança, e o restante voltará para Ronaldinho e Assis.

 

Foto: Getty
João Felix

“A Justiça condena Roberto Assis a cumprir dois anos pelo uso de documentos públicos falsos, mas também o beneficia com a suspensão dessa condenação. É um instituto do direito paraguaio, que permite ao réu ir pagando essa condenação desde que cumpra os requisitos”, sentenciou o juiz.

Após serem flagrados em março com passaportes falsificados, os irmãos Assis foram presos preventivamente. O MP queria investigar a possibilidade de haver outros crimes ligados aos dois. Após quase seis meses, não houve nenhum indício que comprovasse o envolvimento dos réus em outros delitos.

Tags

Em destaque