Carregando

Buscar

Futebol

Justiça condena Atlético-MG a pagar R$ 2,9 milhões a Elias

Compartilhe

Galo vive um bom momento dentro de campo, com reforços empenhados e um belo início no Campeonato Brasileiro. Mas nem tudo são flores em Belo Horizonte. Nessa segunda-feira (24), o Galo foi condenado pela Justiça do Trabalho a pagar R$ 2,9 milhões para o volante Elias, que deixou o clube esse ano.

O jogador cobrava salários, férias, 13º e FGTS do time mineiro. Veja a lista que o ”Globoesporte” divulgou:

  • salário do mês de outubro de 2019;
  • salário do mês de novembro de 2019;
  • 08 dias de salário do mês de dezembro de 2019;
  • 13º salário do ano de 2019;
  • férias relativas ao período aquisitivo 2019/2020 acrescidas de 1/3, em dobro;
  • 23 dias de salário de janeiro de 2020;
  • 1/12 de 13º salário do ano de 2020;
  • FGTS sobre o saldo de salário de janeiro de 2020 e o 13º proporcional do ano de 2020;
  • multa do art. 467 da CLT, em virtude da inexistência de controvérsia sobre as parcelas rescisórias, a incidir sobre a incidir sobre: saldo de salário de janeiro de 2020 e 13º proporcional do ano de 2020;
  • multa do § 8º do art. 477 da CLT, diante da ausência de pagamento das verbas rescisórias.

Elias chegou ao Atlético-MG em 2017 e ficou no clube até o fim do ano passado. Foram 164 jogos e 25 gols marcados. Caso queira, o Galo ainda pode entrar com um recurso para o caso.

Em destaque