Carregando

Buscar

Futebol

Serginho Chulapa, auxiliar técnico do Santos, diz que teve vontade de bater em Sampaoli

Compartilhe

O auxiliar técnico do Santos, Serginho Chulapa, falou sobre a difícil relação com Sampaoli e Jesualdo em entrevista ao programa “Donos da Bola”,  da Band. De acordo com o auxiliar, os dois técnicos estrangeiros o escantearam assim que assumiram o comando do time, porém a insatisfação maior ocorreu com o argentino.

Chulapa revelou que quis agredir o treinador santista. “Primeiro veio com seis da Argentina. Queria ver se eu fosse com seis na Argentina se ficaria um dia lá. Português trouxe mais seis, mas fiquei na minha. Louco para pegar um, mas não poderia fazer isso”. Com a chegada de Cuca, o auxiliar foi reintegrado à equipe.

Ainda acrescentou: “É o que ele fazia com outros, comigo não, eu cumprimentava e tal. Eu pegava corda com o que ele fazia com outros. Ele trouxe um secretário dele do Rio de Janeiro, o cara era gerente geral (Gabriel Andreata). Mandava em tudo. E eu com a mão amarrada. Se eu não tivesse, eu ia encaixar os dois. Cada um trabalha com quer. Veio o português, trouxe uns, fiquei um ano e meio sentado e só vendo. Não perguntaram nada, e eu não fazia questão. Achavam que eram os melhores. Aqui não tem (profissionais de qualidade)? Português é gente boa, mas tem certa idade que não dava mais”.

Em destaque