Carregando

Buscar

Futebol

Caixa vazio: Corinthians segue sem receber dinheiro de Pedrinho e volta a ter três meses de salários atrasados

Compartilhe

A venda do atacante Pedrinho para o Benfica foi concretizada no dia 11 de março. No entanto, a operação financeira ainda não foi concluída pela diretoria do Corinthians. Com isso, o clube segue com problemas para quitar o salário de seus atletas que completam três meses sem receber.

Quando a venda foi anunciada, o valor estava na cotação de R$ 105 milhões. Contudo, de lá para cá, subiu para R$ 131 milhões. Pedrinho treina normalmente em Portugal, no CT do Benfica, mas não ainda não pode atuar oficialmente visto que seu registro ainda é no Corinthians, CBF e Federação Paulista de Futebol.

View this post on Instagram

O trabalho continua 🙏🏽🦅⚽️❤️

A post shared by Pedro Victor (@pedrovictor38_) on

João Felix

De acordo com os dirigentes, a ideia era antecipar o contrato da venda junto a um pequeno banco de Luxemburgo. Assim, independente dos juros, o Timão receberia 20 milhões de euros (R$ 130 milhões) à vista. Com o dinheiro, direção pretende zerar a pendência salarial do elenco. Hoje, os jogadores precisam receber valores referentes a março, junho e julho.

Apurado pelo veículo “Meu Timão”, uma pessoa próxima ao presidente Andrés Sanchez afirmou que a situação segue controlada. Segundo ela, os jogadores já têm até data para que as pendências sejam quitadas. A diretoria, por sua vez, segue em silêncio perante o caso. O diretor financeiro, Matias Ávila, não concede entrevista há mais de um mês.

Em destaque