Carregando

Buscar

Futebol

Justiça determina penhora de premiação do Corinthians no Campeonato Paulista

Compartilhe

Em decisão proferida na última terça-feira (11), o juiz Fernando Nardelli, da 3ª Vara Civil de São Paulo, determinou a penhora da premiação do vice-campeonato do Corinthians no Campeonato Paulista. O valor pago pela Federação Paulista é de R$ 1,65 milhão, sendo que a penhora é no valor de R$ 1,59 milhão. Ou seja, o cofre do clube será reabastecido com apenas R$ 60 mil.

O bloqueio se deve a um processo movido pelo Instituto Santanaense de Ensino, a mesma faculdade que em 2018 e 2019 conseguiu a penhora do troféu do Mundial de Clubes conquistado pelo Corinthians em 2012. Apesar de ainda não ter se manifestado, o Timão pode recorrer da decisão.

A disputa judicial entre as duas partes começou em 2008, quando a faculdade acionou o Corinthians na Justiça com o argumento de que o clube dificultava o acesso de alunos e funcionários ao campus que funcionava no Parque São Jorge.

João Felix

Em 2010, a primeira decisão fez com que o Corinthians fosse indenizado no valor de R$ 2,48 milhões. Além da taça do Mundial, o Instituto tentou bloquear rendas de bilheterias, dinheiro da venda de Rodriguinho e a premiação do vice-campeonato da Copa do Brasil em 2018.

O Corinthians obteve liminar para suspender a penhora da taça no fim de 2018. Ainda em novembro do mesmo ano, diretores do clube e faculdade chegaram a dar uma entrevista juntos, na qual afirmaram não haver mais desavenças entre os dois lados.

Em destaque