Carregando

Buscar

Futebol

Diretor do Borussia detona decisão do CAS sobre o Manchester City

Compartilhe

A decisão da Corte Arbitral do Esporte de reverter a punição do Manchester City, de exclusão da Liga dos Campeões por dois anos para uma multa de 10 milhões de euros, segue repercutindo no mundo todo. Após as críticas do presidente da La Liga, Javier Tebas, e dos treinadores Jürgen Klopp e José Mourinho, foi a vez do Borussia Dortmund se posicionar.

Em declarações à revista “Kicker”, Hans-Joachim Watzke, CEO do gigante alemão, também questionou a decisão, lembrando que o clube britânico não foi ilibado. “Se eu fosse o Manchester City não festejaria, pois foram considerados culpados. Se lermos a sentença, verificamos que as provas não eram suficientes para a suspensão de dois anos, mas não se negou que eles tenham cometido violações”, disparou o dirigente.

Gabriel Jesus em ação pelo City. Foto: Getty Images
João Felix

Vale lembrar que apesar de a punição de participação nas competições europeias ter sido revogada, os “Citizens” terão de pagar uma multa de 10 milhões de euros por infrações verificadas pela UEFA e pelo CAS, sanção que, ainda assim, é inferior à original, estipulada em 30 milhões de euros.

Tags

Em destaque