Carregando

Buscar

Futebol

Klopp e Mourinho criticam CAS por diminuição da pena do Manchester City

Compartilhe

A decisão da Corte Arbitral do Esporte de reverter a punição do Manchester City, de exclusão da Liga dos Campeões por dois anos para uma multa de 10 milhões de euros, segue repercutindo no mundo todo. Após as críticas do presidente da La Liga, Javier Tebas, foi a vez de os treinadores Jürgen Klopp e José Mourinho se manifestarem de maneira contrária ao veredito.

“Eu não acho que ontem foi um bom dia para o futebol. O Fair Play Financeiro é uma boa ideia. Serve para proteger times e competições para que ninguém gaste além do que pode e garantir que o dinheiro gasto vem de fontes corretas”, disse o treinador alemão.

José Mourinho em treino do Tottenham. Foto: Getty Images
João Felix

Já Mourinho foi mais enfático e não maneirou nas críticas ao CAS. “A porta do circo está aberta. É uma decisão vergonhosa. Se o City não foi culpado, você não deveria ser punido com multa de 10 milhões de euros (R$ 60 milhões); Se eles são culpados, a decisão é uma desgraça e eles deveriam ser banidos de competições. É o fim do Fair Play Financeiro”, disse.

O Manchester City comemorou a reviravolta no caso, tanto por poder participar da próxima edição da competição, quanto por conseguir a manutenção de jogadores importantes, que afirmaram que não sabiam se iriam continuar no clube caso a punição se confirmasse.

Tags

Em destaque