Carregando

Buscar

Futebol

Juiz acusa fraude na transferência de Davó ao Corinthians

Compartilhe

O Corinthians contratou o atacante Davó, que estava no Guarani. Entretanto, o  juiz Francisco José Blanco Magdalena, da 9ª Vara Cível de Campinas, entende que houve uma fraude nessa transferência. Entenda!

Os direitos econômicos do jogador estavam penhorados por outras dívidas do Guarani. O depósito do valor da transferência, feito pelo próprio atleta, foi colocado na conta ”Sócio Campeão GFC Serviços Aministrativos Eireli”, que não é a conta principal do clube de Campinas.

A suspeita do juiz é de que o Guarani, precisando do dinheiro, indicou essa conta irregular para recebê-lo e assim fugir das penhoras. 

João Felix

O Corinthians afirma que não sabia das penhoras que o Bugre receberia, mas o juiz afirmou que o clube foi notificado em dezembro de 2019 sobre isso. Veja um trecho do documento:

“Daí porque o referido clube (Corinthians) tinha conhecimento da inadimplência e da situação pré insolvente do Guarani e optou por assumir o risco do negócio”.

Mais um trecho: “Fato bastante incomum e curioso, mesmo porque tal empresa não pode receber valores oriundos da negociação de atletas, por vedação técnica da CBF, cuja intenção, ao que parece, foi desviar o dinheiro para evitar a prestação de contas perante o Conselho Fiscal e Deliberativo do clube”.

Foto: Reprodução/Instagram

Em destaque