Carregando

Buscar

Futebol

Botafogo: técnico Paulo Autuori é punido pelo TJD-RJ por críticas à Ferj

Compartilhe

O Botafogo não terá Paulo Autuori à beira do campo em sua reestreia no Campeonato Carioca, neste domingo, às 11h, contra a Cabofriense, no Estádio Nilton Santos. O treinador foi punido com 15 dias de suspensão pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), em virtude de uma entrevista ao jornal “O Globo” em que fez críticas à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e ao presidente da entidade, Rubens Lopes.

Autuori, que chegou a pedir demissão, mas foi demovido da ideia pela direção alvinegra, chamou a Ferj de “Federação dos espertos” e afirmou que o Campeonato Carioca é “carta marcada”. A postura do técnico é a mesma do próprio Botafogo, que desde o início, ao lado do Fluminense, foi contra a volta do estadual em junho. Os dois clubes compraram uma briga contra a federação, recorrendo ao próprio TJD-RJ, que indeferiu o pedido, e depois ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), cuja decisão não agradou ao Alvinegro.

Confira mais abaixo trecho da decisão do vice-presidente em exercício do TJD-RJ, José Jayme Santoro, que acatou denúncia do procurador-geral do Tribunal, André Valentim.

Autuori comanda treino no Nilton Santos, na volta do Botafogo às atividades (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

No caso presente, como já asseverado acima, o ora Suplicado acusou a Federação de Futebol deste Estado e seu Presidente de manterem competições desonestas, para favorecimento de alguns usando pejorativamente termos como ‘mamata’ e ‘espertos’, entre outros. Os fatos são graves e não significam mera verbalização sem consequências, mas condutas que tangenciam o liame das normas penais e civis.

Em destaque