Carregando

Buscar

Futebol Stick

Vai voltar, não vai voltar… A situação do futebol nos estados brasileiros

Compartilhe

Com a volta das ligas europeias, a expectativa quanto ao retorno do futebol no Brasil fica cada vez maior. Nós, do 365Scores, fizemos um apanhado geral para descobrir como anda a situação dos torneios em cada estado brasileiro e te deixar atualizado sobre o retorno das competições.

Região Sudeste

O primeiro a dar reinício às disputas foi o Campeonato Carioca, envolto em diversas polêmicas até a decisão de a bola rolar. Apesar de Fluminense e Botafogo serem contra a volta do torneio, a Ferj divulgou um novo calendário com a presença da dupla. 

Os jogos retornarão no dia 28 de junho, com os confrontos entre Botafogo x Cabofriense, Madureira x Resende, Vasco da Gama x Macaé e Fluminense x Volta Redonda. O Flamengo não entrará em campo, pois encarou o Bangu na última quinta-feira.

João Felix

Diferentemente do Rio de Janeiro, Minas Gerais apresentou uma proposta para a retomada do Estadual e aguarda uma resposta das autoridades públicas. A ideia é concluir o Campeonato Mineiro até dia 16 de agosto em uma cidade-sede e jogos sem público. Todos os envolvidos serão testados.

No Espírito Santo, a bola está longe de voltar a rolar. O futebol foi descartado em junho – diferentemente de outros estados -, devido ao crescente número de casos. O presidente da Federação do ES disse ser inviável cogitar o retorno, pois o cenário preocupa bastante.

Já em São Paulo, a situação é mais delicada. O governo liberou a volta aos treinos apenas no início de julho seguindo as recomendações dos profissionais de saúde. Porém o reinício do Paulistão ainda segue indefinido. O Secretário de Esportes de SP estima que as competições voltem no fim de julho ou início de agosto, havendo a conclusão do torneio.

Região Nordeste

Cidades como Recife, Salvador e Fortaleza já voltaram com as atividades em grupo, porém ainda não têm a permissão do governo para retornar às competições. Na Bahia, por exemplo, os governantes proibiram a realização de jogos de futebol até dia 6 de julho. 

No Maranhão, a Federação fixou a retomada do campeonato para o dia 06 de agosto, e os clubes poderão realizar os treinamentos a partir do dia 05 de julho.

Foto: Reprodução

Já o Campeonato Paraibano tem data para voltar: dia 18 de julho. O reinício acontecerá exatamente quatro meses após a paralisação. A previsão é que Botafogo-PB e Campinense entrem em campo nesse dia (um sábado) para um duelo atrasado ainda da 8ª rodada.

Depois disso, a ideia é que as disputas voltem a partir da 9ª rodada, marcada para 22 de julho. As partidas serão realizadas nas cidades das equipes que detenham o mando de campo. Os treinamentos devem recomeçar ainda em junho, no dia 29 – a data de cada município depende das suas respectivas prefeituras.

Região Norte

No Amazonas, o Campeonato Amazonense foi cancelado e a decisão divulgada no dia 20 de março, assim que as partidas começaram a ser paralisadas e suspensas devido ao coronavírus. 

No entanto, detalhes como campeão, rebaixados e representantes do Estado em competições nacionais não foram definidos. Recentemente, o Fast se manifestou por meio de nota e disse ser anormal um campeonato cancelado ter campeão, vice-campeão e rebaixado(s).

Já no Pará, a competição não tem data de volta, mas os treinos poderão recomeçar a partir do dia 1º de julho, após avaliação feita nos protocolos dos clubes. O prefeito Zenaldo Coutinho anunciou a liberação na terça-feira devido à pressão dos times. 

A ideia é que as equipes que estão disputando a Série C não fiquem atrás dos adversários. O primeiro a retornar deve ser o Paysandu. O Remo, no entanto, ainda não se pronunciou sobre a decisão.

No Acre, os clubes participantes do campeonato estavam debatendo sobre a possibilidade de desistir do torneio visando o alto custo para se manter na disputa. No entanto, a ideia não foi aceita e todos participarão do segundo turno do Acreano.

Porém o Governo do Acre prorrogou o decreto estadual com as medidas de isolamento até o dia 29 de junho. A Federação propôs o retorno do campeonato no dia 12 ou 15 de julho e a volta aos treinos no começo do próximo mês, mas depende da liberação das autoridades. 

Região Centro-Oeste

A Federação do Mato Grosso definiu que o campeonato será decidido em campo. Apesar de ainda não ter data para retorno, a tendência é que o torneio seja retomado nos últimos meses deste ano, com o intuito de aproveitar os atletas do Estadual para a próxima temporada. A FMF seguirá bancando as despesas, além de pagar a cada time um valor de R$ 20 mil.

Já no Campeonato Brasiliense as atividades foram suspensas pelo Ministério Público do Distrito Federal. A justificativa é o aumento de casos da Covid-19. Os clubes, no entanto, seguem realizando testes no elenco e realizando contratações, mas sem data para os treinos.

O Goiano não tem nem previsão para recomeço, no entanto, a Federação estuda a possibilidade de realizar um torneio amistoso em meados de julho com Atlético-GO, Goiás, Vila Nova e Goiânia. O intuito é dar ritmo de jogos aos clubes antes das disputas  da Série A, Série C e Série D do Campeonato Brasileiro. 

Região Sul

Os times do Rio Grande do Sul já estão podendo realizar atividades visando a volta do torneio. A previsão é que as equipes possam se enfrentar em 19 de julho. O Grêmio e o Internacional voltaram aos treinos no dia 5 de maio, após testagem do elenco, mas só recentemente obtiveram da Prefeitura a liberação total. Outros clubes, como Novo Hamburgo, Pelotas, Brasil de Pelotas, ainda não estão treinando.

Em Santa Catarina, os treinamentos já foram liberados, porém as equipes aguardam um posicionamento do Governo do Estado, que proibiu atividades esportivas até dia 5 de julho. A expectativa é que o futebol volte a ser disputado após o prazo, tendo os jogos da quartas de final em 8 e 12 de julho, além de semifinais em 15 e 19 de julho e as partidas da final em 22 e 26 de julho. 

A Federação Catarinense de Futebol segue em tratativa com as autoridades e buscando um protocolo que não coloque em risco a vida de nenhum envolvido. No entanto, uma polêmica vem envolvendo o Avaí, que se recusa a entrar em campo se não puder usar a Ressacada como sua casa. 

O diretor do Leão da Ilha, Marquinhos, disse que o clube não jogará caso o estádio não seja liberado para uso. “O que decidimos é que a Ressacada é a nossa casa e por direito conquistamos o mínimo possível de vantagem de jogar lá, e fora dela não vamos jogar”.

No Paraná, não há previsão de voltar a competição. A decisão da Prefeitura de Curitiba de suspender treinos presenciais aumentou a incerteza do fim do estadual. O A medida foi tomada devido ao aumento de casos de coronavírus.

Copa do Nordeste

Além das disputas estaduais, a Copa do Nordeste também é um torneio que foi paralisado devido à Covid-19. No entanto, a CBF aprovou recentemente os confrontos em sede única, isto é, apenas uma cidade receberá todos os jogos. 

Recife surge como a favorita, por ter quatro estádios e quatro centro de treinamentos. Mas Salvador e Fortaleza também estão no radar. Caso recomece, a Liga do Nordeste bancará os custos com hospedagens, viagens e testagens.

Em destaque